Até onde você iria pelo seu chamado?

Até onde você iria pelo seu chamado?

É muito fácil servir a Deus quando isso não nos custa nada. Colocar uma roupa bonita e dançar é muito fácil, é bom. Às vezes chega a ser até mesmo um hobbie, já que muitos dançam porque gostam, porque sentem prazer. Mas e quando Deus começa a nos pedir mais? Quando ele nos pede para renunciar algo ou abandonar certas práticas, certos hábitos? E quando as coisas começam a ficar um pouco rígidas?

Qual a sua reação? Eu quero falar sobre isso porque é justamente aí, quando temos que pagar um preço que a maioria das pessoas desistem. Quantos jovens por aí não vemos com um pé na igreja, outro no mundo, porque isso acontece? Porque eles não querem renunciar, querem ficar na igreja, mas não querem abandonar o mundo. Muitos são até do altar, mas não conseguem abandonar velhas práticas, porque querem fazer a obra, mas também querem pecar, eles gostam do pecado.

Precisamos entender que estar em um ministério de dança é muito mais que dançar, muitas vezes isso significa renunciar, significa trabalhar em prol de outras pessoas, e será que você tem se disposto a fazer isto? Ouvimos tanto falar em chamado, mas infelizmente muitas vezes a gente não se atenta ao real significado disso, da força que tem um chamado.

O chamado de Deus é algo muito sério, e não pode ser levado na brincadeira. Ser chamado por Deus é muito lindo, é bom saber que Deus te escolheu entre tantos, para algo que só você pode fazer. Porque quando Ele nos chama para algo, temos que entender que não dá para fugir disso, este chamado é nosso, não é dos nossos pais, não é dos nossos amigos, é nosso!

Ser chamado por Deus é um privilégio, ao contrário do que muitos pensam, não é um peso, não é um fardo, é um privilégio, é uma honra. Mas muitos menosprezam este chamado por covardia, por gostar de levar as coisas na brincadeira, por gostar e por querer fazer tudo empurrando com a barriga. Não é assim gente.

Agora eu repito a pergunta do início: "Até onde você iria pelo seu chamado? Em que momento você desistiria de dançar para Deus?"

"Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio."    2 Timóteo 1:7

Estar no ministério de dança é muito bom, mas as vezes não é fácil. Porque em alguns momentos, podemos ficar desanimados, pensar em desistir, creio que todos nós já passamos por isto em algum momento de nossa caminhada. Mas Deus quer que sejamos firmes, que não nos deixemos abater, que não desistamos, por mais difíceis que se tornem os dias. 

Somente Deus pode nos dizer qual o momento de deixar o ministério, isto é uma decisão Dele, e não nossa, porque foi Ele quem nos levantou e somente Ele pode nos tirar dali. Portanto, mesmo que estejamos fracos, cansados e desanimados, por mais que o seu líder fique chato, que seu pastor fique exigente demais e você pense que não vai dar conta mais, prossiga!

O Senhor nos deu um Espírito de poder. Quando as coisas começarem a ficar difíceis, ao invés de recuar e desistir de tudo, busque ainda mais de Deus, seja corajoso, busque-o com todas as suas forças, e declare: "Eu vou lutar por este chamado, eu não vou desistir."

Chega de recuar, chega de olhar para as dificuldades, mantenha seus olhos no Senhor, que com Ele a caminhada pode até ser difícil, mas com certeza valerá a pena. Tudo isso que eu falei foi para chegar agora no final e dizer para vocês: VALE A PENA! Vale a pena renunciar, vale a pena cumprir o chamado de Deus, vale a pena abrir mão de algumas coisas, vale a pena não desistir, não desanimar. Tudo vale a pena! Amém?!


Um comentário:

  1. Amei a palavra!!me ajudou muinto, pois eu precisava entender isso.

    ResponderExcluir

© Milene Oliveira - 2018 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design |
imagem-logo